quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

«Rede de transportes nas Lajes tem de melhorar», afirma Luís Maciel, vereador da Oposição na Câmara Municipal

Só será possível dinamizar o turismo [no concelho] com melhorias nos transportes ao nível da qualidade, preço e regularidade, defende Luís Maciel, vereador do PS no município das Lajes das Flores.

"O parque habitacional do concelho das Lajes está bastante degradado, essencialmente devido à emigração", afirma Luís Maciel, vereador do Partido Socialista na Câmara Municipal das Lajes das Flores. Considera, por outro lado, razoável a conservação do parque escolar que está em utilização. "No entanto, algumas das escolas do 1º ciclo que foram fechadas encontram-se num estado de conservação pobre".

Luís Maciel é de opinião que, nos dias de hoje, a asfaltagem das estradas é de grande importância e reflecte-se em vários domínios. "Boas vias de comunicação permitem melhor desenvolvimento quer na agricultura, como no comércio, no turismo, entre outros."

Das obras [municipais] actualmente em curso, o vereador [da Oposição] destaca o Pavilhão Gimnodesportivo, um projecto que classifica de grande importância, uma vez que vai permitir "dinamizar o desporto, essencialmente no Inverno, em que a sua prática ao ar livre está condicionada, sobretudo num concelho que não tem grandes alternativas em termos de ocupação de tempos livres. Além disso, o Gimnodesportivo ficará anexo à futura Escola das Lajes das Flores, sendo certo que poderá ser utilizado também pelos alunos".
Luís Maciel faz [também] referência a [outras] obras que vão ter grande impacto no concelho e que devem ter início a curto prazo. "É o caso do Lar de Idosos, projecto promovido pela Santa Casa da Misericórdia; do porto de recreio náutico, obra que será lançada pelo Governo Regional; e das novas instalações para a Escola das Lajes das Flores, na qual se leccionará até ao 9º ano."

Para dinamizar o turismo, o vereador socialista preconiza melhorias na rede de transportes, em termos de qualidade, preço e regularidade. "Além disso, têm de ser criadas infraestruturas de recepção, nomeadamente ao nível do alojamento, restauração e da animação. Como muitos destes factores estão relacionados, têm de ser desenvolvidos em simultâneo e por entidades diferentes". No que concerne [especificamente] aos municípios, prossegue, "o seu espaço de actuação directa será essencialmente ao nível da promoção, da animação e criação de eventos. Contudo, os municípios não podem ignorar a capacidade de agir sobre outras entidades, nomeadamente sobre o Governo [Regional], os agentes de transportes e inclusivamente a iniciativa privada, coordenando estratégias e promovendo a iniciativa".

Problemas no acesso à internet
O vereador do Partido Socialista na Câmara Municipal das Lajes das Flores é de opinião que os Governos dificilmente respondem, de forma global e imediata, aos anseios das populações. Considera, no entanto, que nos últimos anos têm sido dados passos significativos em relação a algumas obras de grande importância e há muito aguardadas pela população do concelho das Lajes. Luís Maciel está a referir-se ao porto de recreio, à Escola Básica, à construção do Lar de Idosos e à asfaltagem de algumas estradas, que se encontravam bastante degradadas, e à melhoria de transportes marítimos verificada neste Verão [de 2007]. "No entanto, alguns sectores continuam a necessitar de uma atenção especial, como é o caso das telecomunicações, em que a velocidade de acesso à internet continua bastante baixa. É um problema que ainda não foi resolvido, assim como as tarifas de transportes para a ilha que são bastante penalizadoras. Estas áreas assumem uma importância extrema numa ilha muito isolada em que os transportes e comunicações fazem a diferença na resolução dos problemas e na qualidade de vida das pessoas".

"Entrevista" integrante da edição de 12 de Outubro (de 2007) do semanário regional «Expresso das Nove».
Saudações florentinas!!

13 comentários:

Anónimo disse...

Quem é este Luis Maciel?

Será filho do que se veio governar para a Fazenda?

Anónimo disse...

camarada Luis o nosso governo disse o ano passado que ainda seria possivel por a concurso a mairina das Lajes, só que até à data não ouvi falar nada. Será que sabes alguma coisa que nos possas adiantar. Aguardo José Antunes.

Nelson Fraga disse...

Deste "post" foram apagados mais de uma dezena de comentários pelo motivo dos mesmos não terem conteúdo válido absolutamente nenhum, para além de estes se constituirem apenas em repetidas regurgitações polissilábicas em torno da "rede"...
Este é um espaço de comentário e opinião, por isso quem queira ter meras elucubrações vácuas pede-se caridosamente que se resigne a ficar pela tasca!
Bom dia a tod@s!!

Anónimo disse...

muito bem!

Anónimo disse...

já agora esplica-me qual rede transportes qeu as lajes tem sem ofença se esplicares fica o assunto arrumado

Anónimo disse...

è igual à de Sta Cruz!!!

Anónimo disse...

Vou explicar qual é a rede de transportes das Lajes: aprendam que eu não duro sempre:

É José Lizandro e o jornalinho a transportar mexericos de uma banda para a outra, e a Nonata a transportar das lajes para Santa Cruz e de santa Cruz para as Lajes

Anónimo disse...

então não precisamos de jornal nem de telefones e já agora quem é que transmite uns mexericos ai de santa cruz para a praça:::

Anónimo disse...

agora está esplicado ?

Anónimo disse...

A bem dizer, não sei como estão agora as notícias alí à praça porque o J XXI já fechou o escritório da agência de notícias

Anónimo disse...

e na farmacia!

A voz do Alem disse...

muitos servem com o jose lisandro e jornalinho tanto nas lajes como em santa cruz sao uma camada de mexeriqueiros. Quanto ao desenvolvimento dessa terra nao anda para a frente graça ao povo florentino porque se fossem unidos e menos invejosos essa terra era desenvolvida é uma tristeza falaram mal de quem vos dá de comer as vezes. Por favor mudem de opiniao façam essa terra avançar no tempo pois no mapa já está a ficar esquecida e pouco recomendada

Anónimo disse...

trabalha tu qeu ainda es novo