sexta-feira, 4 de maio de 2007

Grandes investimentos da EDA (para 2007) nas ilhas das Flores e do Corvo

Ao longo do presente ano, a Electricidade dos Açores (EDA) vai investir cinco milhões de euros na ilha das Flores [de um total (em 2007) de 12 milhões de euros de investimentos da EDA para toda a Região], sendo que serão construídas novas centrais termoeléctricas em ambas as ilhas do Grupo Ocidental.
A nova central termoeléctrica da ilha das Flores [que compreende a construção de um edifício para sala de máquinas, comando e controlo, sub-estação, parque de tanques de combustíveis e acessos, assim como o fornecimento de dois grupos geradores de 750 kW] terá um custo de quatro milhões de euros. A restante parcela do investimento, previsto para a ilha das Flores, será repartida pela distribuição de média e baixa tensão, mais precisamente para a remodelação de linhas de distribuição e de redes rurais. É o caso da construção das saídas da nova central [custando 225 mil euros], a remodelação da rede subterrânea de Santa Cruz [100 mil euros] e a remodelação das redes de baixa tensão da Lomba e de Ponta Delgada [na ordem dos 215 mil euros].
Para a ilha do Corvo serão canalizados 1,2 milhões de euros, sendo que a maior fatia será investida na construção da nova central termoeléctrica, que entrará em exploração ainda este ano. A restante verba será investida em acções ao nível da distribuição da energia eléctrica naquela ilha.

Notícia: «Jornal Diário» e «Diário dos Açores».
Complementarmente vide também um texto de Junho de 2005 (no «Rocha dos Bordões») sobre os investimentos previstos para a EDA realizar na ilha das Flores nesse mesmo ano.

Saudações florentinas!!

7 comentários:

Rui Alberto disse...

Numa ilha onde existe tanta capacidade de obter energias renováveis, como a água e o vento, vão investir em dois gastadores e poluidores grupos termoeléctricos... :(

john disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Centrais Termoeléctricas em pleno Sec. XXI!? Está mesmo tudo tolo!

Rui Machado disse...

É sempre bem vindo investimentos desta maneira no Concelho das Lajes que possa reduzir os cortes de energia que são frequentes no inverno.

Anónimo disse...

Há quantos anos saiste das Lajes?
Muita coisa mudou por aqui. Cortes frequentes é coisa do passado. Talvez ainda seja normal na treceira...

borboleta disse...

rui estou contigo... uma ilha com tanta energia não poluente não tinha necessidade de investimentos deste género.
Sabemos que o investimento em energia renováveis são avultados mas, a longo prazo os bneficios são bem maiores do que aqueles que inicialmente foram investidos. Fica a ganhar a natureza e a saúde da população. O futuro está nas energias ditas "limpas"!!! e já que a nossa terra as tem, porque não aproveita - las ???

Rui Machado disse...

Eu respondia-te à quantos que não vou as Lajes mas estás como anónimo por isso não vale a pena responder.