domingo, 20 de maio de 2007

AAiF associou-se aos ‘Maios’

Da Associação Amigos da ilha das Flores [AAiF] recebemos a nota informativa que abaixo se transcreve (na íntegra):

A Associação Amigos da ilha das Flores [AAiF] não quis deixar de se associar à tradicional iniciativa dos ‘Maios’ que todos os anos acontece no primeiro dia do mês de Maio, muito embora esta não seja uma tradição da [ilha da]s Flores mas antes [seja uma tradição] de São Miguel, ilha onde está inserida e sedeada a AAiF.
Para o efeito foi confeccionado um boneco com roupas velhas (uma espécie de espantalho) que depois foi pendurado numa das janelas da sede da associação sita na Rua do Peru, com um cartaz alusivo à AAiF.
Um pouco por todo o país e também nos Açores, sobretudo nas ilhas de São Miguel, Terceira e Graciosa, esta tradição revelou-se como sendo a festa dos ‘Maios’ que se assinala no Dia do Trabalhador [1º de Maio].
Segundo reza a história esta será uma tradição que terá origem nas festas pagãs da Roma antiga, em que no mês de Maio se festejava a deusa Maia que era considerada a deusa da fecundidade.
São também um símbolo da chegada da Primavera e de apelo às boas colheitas, havendo também quem acreditasse que a sua presença era uma forma de agradar os espíritos e atrair boas e positivas energias.

Saudações florentinas!!

3 comentários:

Horácio Flores disse...

No Baixo Alentejo, designadamente em Beja, mantem-se a tradição da festa das Maias, em que crianças do sexo feminino, vestidas de branco e com coroas de flores, montam nas ruas pequenos altares, decorados com flores.
Dizem ser uma tradição pré-cristã, portanto da primeira fase da ocupação romana, pois quando os visigodos cá chegaram já vinham cristianizados.
A tradição dos Maios de São Miguel terá sido importada do Continente?

Anónimo disse...

No dia 1 de Maio também houve quem fizesse um Maio na Ilha das Flores. O Fórum não está atento! lolololo

Borboleta disse...

Isso é verdade amigo, eu vi !!
Caro horácio, deve ter sido uma tradição importada... não há nenhum mal nisso até acho benéfico que, a ligação entre as ilhas e o continente seja mais próximo em algumas aspectos.. nem que sejam factos culturais, pois de facto muitas vezes esquecem -se que somos portugueses, não é verdade amigos??