sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

Republicação da «Pequena nota de um pai associado da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica e Secundária das Flores»

Convocados os 99 associados da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica e Secundária das Flores [APEEEBSF] para reunirem em Assembleia Geral daquele órgão às 20 horas do dia 11 de Dezembro de 2006 no Auditório da Escola, os associados que [à hora marcada] compareceram depararam-se com a porta do Auditório fechada.
Os membros dos órgãos sociais presentes esclareceram de imediato que haviam solicitado ao Conselho Executivo da Escola o referido Auditório com a antecedência exigida, ao que obtiveram resposta positiva, conforme se poderia constatar pelos respectivos ofícios.
O que é certo é que a porta do dito Auditório só se abriu às 20h43, facto que parece ter ficado a dever-se ao contacto que a Presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação, pressionada pela indignação dos associados presentes, estabeleceu por telefone com Sua Excelência o senhor Secretário Regional da Educação e Ciência.
É de facto lamentável que no dia em que corria pelas ruas de Santa Cruz das Flores um abaixo-assinado apelando à manutenção do actual Conselho Executivo da Escola, o exemplo de boa gestão escolar voltava a ser dado com a total falta de consideração e respeito, pelos pais e encarregados de educação daqueles que por si só justificam a existência de uma escola – OS NOSSOS FILHOS.

Um pai associado da APEEEBSF.


[O presente texto foi originalmente publicado no «Rocha dos Bordões» a 12 de Dezembro, republicamo-lo para possibilitar uma eventual continuidade de troca de opiniões sobre a problemática constante no texto...]
Saudações florentinas!!

2 comentários:

clikeira disse...

fugiram todos?

clikadora disse...

fugiram todos?